Ficando longe do fato de já estar meio que longe de tudo reúne textos de Wallace publicados na imprensa americana – no formato de grandes reportagens, crônicas e ensaios. Entre os relatos, que seguem a vertente do jornalismo literário temperados com o humor irônico do autor, estão suas impressões sobre uma viagem pelo Caribe a bordo de um cruzeiro de luxo, um perfil do tenista Roger Federer, uma palestra sobre Franz Kafka e coberturas de eventos como uma feira agropecuária e um festival da lagosta. Companhia das Letras, 2012, R$ 31,50, em média. 									

A Fonética é o estudo dos aspectos acústicos e fisiológicos dos sons efetivos (reais) dos atos de fala no que se refere à produção, articulação e variedades. Em outras palavras, a Fonética preocupa-se com os sons da fala em sua realização concreta. Quando um falante pronuncia a palavra 'dia', à Fonética interessa de que forma a consoante /d/ é pronunciada: /d/ /i/ /a/ ou /dj/ /i/ /a/.
O auge dessa fase evolutiva ocorreu cerca de 500 mil anos atrás, com o surgimento do Homo sapiens, que deu origem à linhagem do homem atual. Entre outras conquistas, esse nosso antepassado longínquo foi capaz de se fixar numa terra apropriada e dela tirar, por meio do cultivo de plantas e da domesticação de animais, o seu sustento. Também conseguiu perceber as vantagens de se unir aos seus iguais, com eles formando povoados, cidades e as primeiras sociedades organizadas.
Romance que projetou Wallace no círculo literário dos EUA, em 1996. Por conta da depressão e dos excessos com drogas e álcool, o autor somou passagens por clínicas psiquiátricas. Refletiu essa turbulência na complexa e fragmentada narrativa do livro, uma projeção futurista ambientada na superpotência resultante da unificação de EUA, Canadá e México. Nessa sociedade, uma atração de TV exerce uma espécie de poder hipnótico sobre os espectadores, espelhando a visão mordaz de Wallace sobre a indústria do entretenimento e a publicidade. Será lançado, pela Companhia das Letras, em novembro, sem preço ainda definido.
24. El bingo de los fonemas

Aunque se hable de tres fonéticas, no hay que pensar que son tres aspectos separados. La fonética es una sola. Esas tres partes son tres puntos de vista del mismo fenómeno. En cada momento se podrá adoptar el punto de vista más adecuado para describir un fenómeno, pero forzosamente esa perspectiva estará relacionada con los otros dos aspectos. De hecho, la onda sonora, aunque haya sido situada fuera del emisor y del receptor, se origina en el primero y es recibida por el segundo.
É o ramo da linguística que estuda a natureza física da produção e percepção dos sons da fala humana, na sua realização concreta (articulação, características físicas e percepção), refere-se à associação da relação letra-som e os padrões de letras para soletrar palavras (Snow, Burns e Griffin, 1998 p.51)[5] . Refere-se ao uso do código (relações de som-símbolo para reconhecer palavras). Assume-se que o aluno já adquiriu consciência fonêmica e que já conhece o princípio alfabético, que já entende que há uma relação consistente entre símbolos de letras e sons de letras.

2 minutos Neste vídeo vou apresentar a você uma atividade que faço com meu filho quando vamos ao mercado. Nesta atividade convidamos a criança a identificar e isolar o som inicial das palavras. Uma atividade muito interessante que pode ser praticada por crianças entre 3 e 6 anos, ou até mesmo por crianças mais velhas. Praticando esta atividade, as crianças começam a entender que as palavras são formadas por pequenas unidades: os fonemas – que neste vídeo, para facilitar nossa compreensão, chamarei de sons. Continue lendo→
3 minutos Esta é uma atividade que você pode propôr a seu filho de 3 a 6 anos, antes mesmo de ele aprender as letras e seus nomes. Ela desenvolve a consciência fonêmica, mais especificamente a consciência dos sons iniciais das palavras. Saber identificar os “sonzinhos” das palavras (fones) e manipulá-los é uma habilidade muito importante no processo de aprendizado da leitura e da escrita. Para saber mais sobre o treino da consciência fonológica, a habilidade de ouvir, reconhecer e manipular as unidades sonoras Continue lendo→
CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ R548f  Roberto, Tania Mikaela Garcia Fonologia, fonética e ensino : guia introdutório / Mikaela Roberto. - 1. ed. - São Paulo : Parábola Editorial, 2016. 176 p. ; 23 cm. (Estratégias de ensino ; 55) Inclui bibliografia, índice e glossário ISBN 978-85-7934-124-3 1. Língua portuguesa - Fonética. 2. Língua portuguesa - Fonologia. 3. Língua portuguesa - Ortografia e soletração. I. Título. II. Série. 16-36168
26. El bingo de los fonemas Listado 1 2 3 4 5 cero, cerro tasa, taza bata, pata día, tía guiso, quiso hiero, hierro masa, maza baño, paño codo, coto gorra, corra caro, carro cosido, cocido vino, pino dorso, torso galgo, calco para, parra caso, cazo beso, peso de, te toga, toca pera, perra seno, ceno cava, capa nada, nata gallo, callo coral, corral sima, cima van, pan deja, teja gol, col vara, barra siervo, ciervo viso, piso moda, mota gata, cata pero, perro as, haz velo, pelo hada, ata gana, cana coro, corro sueco, zueco vez, pez denso, tenso gama, cama
O grande argumento contra os parâmetros construtivistas é o péssimo desempenho do Brasil em diversas avaliações nacionais e internacionais, como no Sistema de Avaliação do Ensino Básico (Saeb) e em avaliações da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico) e da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) desde que o conceito foi incorporado nos PCNs, em 1996.
Fazer exercícios é a única e melhor forma de aprender. Há sistemas de ensino espalhados no Brasil que propagam entre seus alunos a ideia de que aula dada é aula estudada. E é isso mesmo. Pensando neste aspecto do ensino, trazemos algumas questões interessantes de Língua Portuguesa enfocando a fonética e a fonologia. A única ressalva que faço é de que as questões de acentuação ainda estão grafadas segundo a ortografia corrente antes do acordo ortográfico.
Os símbolos fonéticos estão definidos no Alfabeto Fonético Internacional (IPA - The International Phonetic Alphabet). Estão diretamente relacionados com as letras do alfabeto, salvo algumas exceções. Nas transcrições, os símbolos fonéticos são escritos dentro de colchetes [ ]. O uso do til indica a nasalização da vogal e o uso do apóstrofo antes de uma sílaba indica a sua tonicidade.
3 minutos Esta é uma atividade que você pode propôr a seu filho de 3 a 6 anos, antes mesmo de ele aprender as letras e seus nomes. Ela desenvolve a consciência fonêmica, mais especificamente a consciência dos sons iniciais das palavras. Saber identificar os “sonzinhos” das palavras (fones) e manipulá-los é uma habilidade muito importante no processo de aprendizado da leitura e da escrita. Para saber mais sobre o treino da consciência fonológica, a habilidade de ouvir, reconhecer e manipular as unidades sonoras Continue lendo→
sem a formação e o conhecimento linguístico necessários para uma atuação eiciente no ensino da escrita e da leitura. Fio condutor é a associação com a oralidade para enfrentar as diiculdades vivenciadas durante o processo de aprendizagem da escrita, principalmente na fase inicial da alfabetização. Ao longo dos capítulos, são feitas observações e relexões sobre o papel do pro -
52. Bibliografía 

5.1 Processos fonológicos por apagamento ou supressão .........................119 5.2 Processos fonológicos por acréscimo .......................................................... 121 5.3 Processos fonológicos por transposição .................................................... 122 5.4 Processos fonológicos por substituição...................................................... 123 5.5 Ressilabação ............................................................................................................. 126 5.6 Regras fonológicas ................................................................................................ 128 5.7 A fase de aquisição da linguagem ................................................................. 129 5.8 Os chamados desvios fonológicos ................................................................. 130 Síntese ................................................................................................................................. 134 Prática ................................................................................................................................. 135 6. Ortografia: repensar seu ensino   ....................................................................... 139
Es el estudio de la fonética desde el punto de vista de las ondas sonoras. Se ocupa de la medición científica de las ondas de sonido que se crean en el aire cuando hablamos. Así como a los fonemas les atribuimos unos rasgos articulatorios, a los sonidos les podremos atribuir unos rasgos acústicos: vocálico/no vocálico y consonántico/no consonántico, compacto/difuso sonoro/sordo, nasal/oral, intercepto/continuo, estridente/mate, grave/agudo. Estas mediciones se reflejan en espectrogramas, en los que quedan reflejados los distintos formantes en que se descomponen los sonidos. 									
×